Sinopse das Lições do 4º trimestre

SINOPSE DAS LIÇÕES DO 4º TRIMESTRE 2018

REVISTA CPAD

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL

 

 

 

 

Licoes Biblicas 4tri 2018                                                                                                                                                                    

 

 

 

 

 

 

Por: Pr. Armando Taranto Neto

 

 

Lição 1 – Parábola: Uma Lição Para a Vida

 

       As Parábolas são uma forma instrutiva para se ensinar grandes lições, e delas podemos extrair as inspirações e os ensinamentos divinos para a vida cristã.

       Não há como perceber, nem entrar, no Reino de Deus sem ter nascido de novo (Jo 3.3-8), por isso, a salvação da alma é parte integrante das Parábolas. As Parábolas de Jesus são ensinamentos para toda a vida.

 

 

 

Lição 2 – Para Ouvir e Anunciar a Palavra de Deus

 

       É preciso falar de Cristo e orar para que os ouvintes recebam a Palavra, e tornem-se seguidores do Mestre.

       Neste processo salvífico de Cristo Jesus, somos os semeadores, ou seja, a mesma Palavra de Deus pode ser plantada em nossos dias. Outrossim, da mesma forma elucidada na Parábola, os resultados dependerão da receptividade daqueles que ouvem.

 

 

 

Lição 3 – O Crescimento do Reino de Deus

 

       O Reino de Deus, assim como um organismo vivo, cresce e continuará crescendo até a consumação dos séculos.

       É importante observar que nem sempre as Parábolas tem uma aplicação direta e marcante. Em muitas delas, o crente precisa contentar-se em deixar que a Parábola cumpra seu objetivo sem que haja uma interpretação forçada. Prova disto é a conhecidíssima Parábola do grão de Mostarda. Uma pequena semente que, uma vez semeada, se expandiu de uma forma tremenda, abrangendo todo o Universo.

 

 

Lição 4 – Perseverando na Fé

 

       Quanto mais perseverarmos na fé, melhor entenderemos a vontade de Deus. Nesta lição Jesus apresenta uma viúva necessitada de justiça que por tanto importunar o injusto Juiz este lhe atendeu. A lição deixada pelo Mestre é que devemos ter fé, e sermos perseverantes em nossas súplicas, que o Senhor, o Justo e Bom Juiz muito breve nos atenderá e fará justiça.

 

Lição 5 – Amando e resgatando a Pessoa Desgarrada

 

       Jesus se apresenta como o Bom Pastor que deu a Sua vida para resgatar suas ovelhas, as quais estavam desgarradas e distantes de Deus Pai.

     Deus Pai está aguardando teu retorno. Ele perdoará os teus pecados, não os lançará em rosto. Tirará de ti as vestes maltrapilhas, e te vestirá com Novas Roupas que são os dons do Espírito Santo. Hoje é o Dia Aceitável do Senhor, voltes para o Caminho da Salvação. Receba a Jesus como o teu Salvador Pessoal e te assentarás à Mesa do Banquete com Ele nas regiões Celestiais. Grande será a Alegria dos Céus com a tua volta, não te demores, vem!

 

 

Lição 6 – Sinceridade e Arrependimento Diante de Deus

 

       Cuidado com o orgulho e a arrogância espiritual, pois ambos são pecados perante Deus e devem ser confessados e abandonados. A Parábola do Fariseu e do Publicano é uma clara evidência de um mal que assombra os “Religiosos”, julgar o próximo simplesmente por terem pecados diferentes dos seus. Esta Parábola ainda nos ensina que cumprir rituais rotineiros sem um coração sincero diante do Senhor redunda em hipocrisia. O Publicano, por seu turno, representa aqueles que tem consciência de seu estado pecaminoso e reconhecem arrependidos sua indignidade diante do Deus todo poderoso. O Fariseu saiu do Templo da mesma maneira que entrou. O Publicano saiu Justificado. A um coração quebrantado não resistirá o Senhor.

 

 

Lição 7 – Perdoamos porque fomos Perdoados

 

       Assim como Deus nos perdoa graciosamente, precisamos perdoar aqueles que nos ofendem. A Parábola do servo Incompassível (sem compaixão) é uma das mais graves e fortes do Novo Testamento. Tem muito a ver com aqueles que vivem na igreja um tipo de graça que não precisa ser lavada muito a sério. Entretanto a Bíblia nos apresenta uma Graça Transformadora. Se fomos transformados por esta Graça, conseguiremos perdoar assim como fomos perdoados por Deus em Cristo Jesus.

 

 

Lição 8 – Encontrando o Nosso Próximo

 

       Amar ao próximo implica amar também aqueles que muitas vezes nos aborrecem, pois encontramos em Deus Pai o maior exemplo de que tal amor é possível.

       A Parábola estudada nesta lição se trata de uma “História-Exemplo”, pois alude a um mandamento de amar e exercitar a misericórdia para com o próximo. Aqui aprendemos que o amor não aceita limites na definição de quem é o Próximo. Se tivermos que escolher entre fazer o que é certo e fazer o bem, devemos sempre operar o bem a favor do nosso próximo, este é o Evangelho de Jesus.

 

 

Lição 9 – O Perigo da Indiferença Espiritual

 

       As palavras dos filhos de Deus devem condizer com aquilo que eles praticam.  

       Nossas atitudes falam muito mais alto do que nossas palavras. A Parábola dos dois filhos é um grande alerta para todos nós, pois revela o perigo da indiferença espiritual. Alguns pensam que podem confessar que amam a Deus com seus lábios e ao mesmo tempo, viverem com o coração distante dEle. Pensam poder encontrar a Deus prescindindo de Cristo. Outros há que supostamente vivem na austeridade da Lei, mas não querem compromisso com Cristo. A obediência deve estar conectada à vontade de Deus Pai. Enquanto o ser humano não se entregar para Jesus não sairá do estado de indiferença. Jesus faz a separação bem clara daqueles religiosos que apenas verbalizam segui-lo, mas não o fazem, daqueles que serão admitidos no Reino. O único Caminho é o arrependimento.

 

 

Lição 10 – Precisamos de Vigilância Espiritual

 

       Mesmo com oração, a ausência de vigilância é terreno propício para que a tentação encontre brechas e nos conduza à derrota espiritual. Há pessoas que estão se conduzindo de modo dissoluto e fazendo mau uso dos bens que o Senhor deixou em suas mãos. São servos maus. Estes estão correndo um grande risco de serem surpreendidos com a vinda de Seu Senhor na hora em que não esperam. Neste dia serão lançados nas trevas exteriores onde haverá pranto e ranger de dentes. Por outro lado o servo prudente e vigilante sempre está preparado para a vinda de Jesus. Ele não só está preparado, mas está anunciando a volta do Senhor aos outros. Nossos talentos aumentam quando colocamos em uso. Administremos com responsabilidade os Bens de nosso Deus, porque o dia de nossa promoção às regiões Celestiais se aproxima.

 

 

Lição 11 – Despertemos para a Vinda do Grande Rei

 

       Jesus pode voltar a qualquer momento, por isso temos de estar preparados. O noivo está retornando, sendo assim, devemos manter nossas lâmpadas cheias de azeite para irmos ao Seu encontro. Urge estarmos alertas contra todas as afrontas do diabo que, neste tempo derradeiro, fará de tudo para tirar nosso foco de nossa missão, estarmos preparados para o Arrebatamento. Não é momento de sermos presas do Sono da Indolência, mas estarmos atentos à voz do Mestre.

 

 

Lição 12 – Esperando, mas Trabalhando no Reino de Deus

 

       Enquanto vigilantes aguardamos a volta de Cristo, devemos trabalhar diligentemente na causa do Mestre. A Parábola dos Talentos nos ensina que o Senhor não faz acepção de pessoas e distribui seus Bens (Dons) a cada um de nós segundo nossa capacidade. Embora alguns, por sua desenvoltura e aptidão, recebam mais dons do que outros, o Justo Senhor nos brindará com uma igual recompensa, “entrar no gozo do Senhor”. Sabendo-se que Jesus não marcou uma data para a Sua volta, Ele pode vir a qualquer momento.

     Aproveitemos o tempo que nos resta, e vamos negociar nossos Talentos que o Pai nos confiou.

 

 

Lição 13 – A Humildade e o Amor Desinteressado

 

       Jesus é a nossa Referência para uma vida de humildade e do amor altruísta como indispensáveis aos que desejam servi-lo.

       Jesus aconselhou as pessoas a não se apressarem a escolherem os melhores lugares em um banquete. Entretanto, muitos estão ansiosos por elevar a sua posição social. A quem você procura impressionar? Em vez de buscar prestigio, procure um lugar onde você possa servir. Se Deus quiser que você o sirva em uma escala maior, Ele mesmo o convidará, no devido tempo, a ocupar uma posição elevada. Aqueles que se exaltarem serão humilhados e aqueles que se humilharem serão exaltados.

 

 

Sinopse Baseada integralmente na Revista em Referência

 

As Parábolas de Jesus CPAD 4º Trimestre 2018

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar