NOSSOS PLANOS OU OS PLANOS DE DEUS?

NOSSOS PLANOS OU OS PLANOS DE DEUS?

 

 

“INSIGHT” – Provérbios 16 e verso 1 diz: “Do homem são as preparações do coração, mas de Deus a resposta da boca.” Ora, não é errado sonharmos e fazermos projetos, pois se assim não fosse nossas vidas não teriam sentido e seríamos meros robôs. Mas o que nos deixa perplexos é saber que, segundo o texto, não importa qual seja o nosso sonho, nossos projetos, nossas expectativas profissionais, etc. Salomão deixa claro que o homem que teme ao Senhor será, sonhará e projetará aquilo que Deus quiser para sua vida. As planilhas são nossas, mas o resultado final estará sempre nas mãos do Pai. Em outras palavras: “podemos escolher ser e fazer o que bem entendermos, desde que seja aquilo que o Senhor já tem preparado para nós”. Você pode pensar então: “pra quê fazer planos e sonhar se no final será sempre executado o que Deus quer?”. Amado, aí é que está o mistério, a jornada de nossa vida, quando pautada nos desígnios do Senhor, será adornada de alegrias e realizações. Jonas quis escapar dos desígnios de Deus e bateu de frente com a tormenta; no final, de forma inusitada, de carona em um grande peixe, prevaleceu a resposta da boca de Jeová. A resposta do Senhor sempre será infinitamente mais e maior do que aquilo que projetamos ou sonhamos. Feliz é aquele que espera Nele e que confia Nele, pois, contra todas as probabilidades e perspectivas contrárias, será bem aventurado, feliz será e irá bem. Aquele que deixou o Pai sonhar por si prosperará em tudo o que colocar as mãos e será como a árvore plantada junto ao ribeiro de águas correntes e renováveis. A oração de quem entendeu a profundidade com que Salomão escreveu este versiculo agora tem um novo sentido: “Pai, eu não peço que tu abençoes o que eu quero fazer, mas que tu me dês sabedoria para fazer o que Tu estás abençoando”. Que o Senhor te abençoe nas tuas escolhas.

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar